Segunda, 02 Outubro 2017 15:29

Dentistas da rede municipal oferecem exame para diagnóstico de câncer bucal

Escrito por
Avalie este item
(0 votos)

A equipe de saúde bucal de Fernandópolis oferece para a população o exame físico intrabucal para o diagnóstico de câncer de boca. O paciente interessado em ser avaliado pode procurar a unidade básica onde é cadastrado e agendar uma consulta com o cirurgião-dentista.

No ano de 2017, durante a campanha de prevenção do câncer de boca, foram examinados 720 pacientes. Deste total, 58 foram encaminhados para retriagem no CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) e 52 reexaminados de forma mais detalhada por profissional especialista e experiente em diagnóstico bucal.

Foram diagnosticados três pacientes com lesões malignas em boca, os quais foram encaminhados para tratamento especializado em centro de referência. Além disso, foram confirmadas 47 lesões benignas em boca de pacientes que foram imediatamente orientados e tratados no CEO do município.

“Quando a saúde está em pauta, poucos se preocupam com a realização de exames periódicos e preventivos que, a bem da verdade, se apresentam como importantes ferramentas no combate das mais variadas doenças. Infelizmente, verificamos que muitas pessoas ainda não estão habituadas a procurar os profissionais da saúde visando à realização de consultas e exames de rotina”, destacou a dentista da rede municipal de Fernandópolis, Luciana Simonato.

O exame físico intrabucal deve ser realizado anualmente ou sempre que o paciente perceber qualquer alteração em boca. “Informação, prevenção e o diagnóstico precoce continuam sendo os maiores aliados da população no combate ao câncer de boca. Em nosso município, temos a oportunidade de contar com um serviço atuante destinado à prevenção do câncer bucal”, ressaltou Luciana Simonato.

O serviço de diagnóstico bucal de Fernandópolis apontou que, nos últimos três anos, o número de casos de câncer de boca tem aumentado. No ano de 2014 foram quatro casos, em 2015 foram três e, no ano de 2016, 10 novosdiagnósticos. Desses, 90% dos pacientes eram do sexo masculino com, em média, 63 anos de idade. Na maioria dos casos, os pacientes eram tabagistas e etilistas (fumavam e consumiam bebida alcoólica).

A dentista Luciana Simonato apontou que, há grande temor por parte da população quando a doença em questão é o câncer. A maioria das pessoas continua demonstrando aversão ao tema, evitando, inclusive, o contato com informações importantes que poderiam auxiliar no combate ao mal que, quando diagnosticado inicialmente, oferece amplas possibilidades de tratamento e cura.

Uma das principais causas do câncer de boca é o uso do tabaco. De outro lado, o consumo de bebidas alcoólicas também se destaca como importante causa do câncer de boca. E quando o tabagismo se associa ao consumo de álcool, as consequências são ainda piores! Nestes casos, a chance de desenvolvimento do câncer bucal aumenta em até 100 vezes.Estes não são os únicos fatores associados à ocorrência do câncer de boca. Estudos têm demonstrado que a exposição excessiva, constante e desprotegida à radiação solar tem dado causa ao surgimento de cânceres bucais.

É importante destacar que esta malignidade pode ser prevenida, sendo que o cirurgião-dentista é o profissional que tem mais chances de detectar a patologia precocemente.

Ler 347 vezes