Take a fresh look at your lifestyle.
criamos-site-scaled
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled
53B2AF77-A8B3-42F4-A5FB-4B17E3049F45

0 10
criamos-site-scaled
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled
53B2AF77-A8B3-42F4-A5FB-4B17E3049F45

DL News
Foram sepultados na manhã desta sexta-feira, 24, em Pereira Barreto, os corpos de mãe e filho que morreram em um trágico acidente, em Araraquara, provocado pela fumaça de canaviais.

A arquiteta Roberta, de 33 anos, e o filho Arthur, de apenas 10, eram ocupantes de um Ford Ká dirigido por Vilson, respectivamente marido e pai das vítimas. O carro se envolveu em um engavetamento com outros três caminhões no km 257 da rodovia Washington Luís.

O veículo da família ficou totalmente destruído.

Vilson foi socorrido com fratura exposta nos braços e pernas. Ele foi submetido a cirurgia na Santa Casa de Araraquara e não pôde participar do velório.

Segundo amigos, ele não corre mais risco de vida.

A família morava na Vila Diniz, em Rio Preto, mas Roberta e o filho nasceram em Pereira Barreto, onde ainda moram os pais dela, comerciantes bastante queridos na cidade.

O velório durou apenas duas horas em razão da pandemia.

A Polícia Civil de Araraquara investiga as responsabilidades pelo incêndio e as circunstâncias do acidente.

Comments
Loading...