Take a fresh look at your lifestyle.
criamos-site-scaled
Banner-Site-noticias-nororeste
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled

Clínica interditada em Votuporanga, pede ajuda da polícia e juiz nega

0 38
criamos-site-scaled
Banner-Site-noticias-nororeste
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled

Uma clínica de recuperação de dependentes químicos localizada na área urbana de Votuporanga que foi lacrada pela Vigilância Sanitária ingressou com uma ação judicial com pedido de auxílio policial para a segurança do local. A solicitação foi negada ontem (29), pois o juiz considerou o pedido “estranho e nebuloso”.

Em resumo, os representantes da clínica alegam que dentre os internos estão detentos que cumprem pena e menores, por isso precisa da Polícia para garantir a segurança dos próprios pacientes e coletividade. O estabelecimento está localizado em bairro de alto padrão.

DECISÃO

“…Não há único documento que ampare o requerimento. Ainda que devidamente instruído, o requerente pretende a segurança de empresa privada com as forças da Polícia Militar, estranhamente somente após a lacração do local pela Vigilância Sanitária. Não é esclarecida qual situação de risco surgiu com a lacração que inexistia anteriormente e que demanda a atuação urgente da Polícia Militar exclusivamente naquele local. Tampouco houve apresentação de recusa formal daquela Corporação Militar, de modo que imputar tal incumbência em uma situação nebulosa tal como apresentada é incabível. Por essas razões, indefiro o requerimento e determino o arquivamento deste expediente…”, escreveu o juiz.

Comments
Loading...