Anuncie aqui

Com agravamento da Covid, Fernandópolis vai suspender aulas presenciais a partir de 2ª

0 154

O prefeito André Pessuto deve assinar decreto suspendendo novamente as aulas presenciais nas escolas das redes estaduais e privada a partir de segunda-feira, 14. Pelos menos quatro escolas da rede pública (EELAS, Tanuri, JAP e José Belúcio) estavam com aulas suspensas preventivamente desde o final de maio após a confirmação de casos de Covid-19 entre alunos e professores.

No final de maio, já havia expectativa de suspensão das aulas presenciais, mas o decreto do prefeito André Pessuto de 27 de maio, deixou as escolas liberadas para aulas presenciais com 35% de ocupação. A medida era restrita às redes estadual e particular. A rede municipal continuava no sistema de aulas remotas.

A novidade do decreto foi a vedação de aulas e atividades presenciais nos estabelecimentos de ensino superior, medida que atingiu a Universidade Brasil que precisou a cancelar provas presenciais marcadas para o período entre os dias 7 e 12 de junho. A Universidade decidiu manter as provas no sistema online.

Havia temor que as provas presenciais provocassem grande movimentação de alunos de outras cidades, com riscos para espalhamento de novas cepas do coronavírus.

Desde o início do mês, com o agravamento da pandemia, a suspensão das aulas presenciais era avaliada. Nos primeiros 9 de junho a cidade registrou quase 450 novos casos de Covid e 12 mortes. A taxa de contaminação este mês se mantém comparável a registrada em março, pior mês da pandemia, com 1,6 mil casos.

O decreto deve ser publicado a qualquer momento pela prefeitura no Diário Oficial Eletrônico.

Cidadão.net

Comments
Loading...