FERMED

Irritados, votuporanguenses cobram viaduto sobre a linha férrea

0 124

A Cidade

Entra prefeito, sai prefeito e o problema continua. Moradores da região Sul da cidade estão indignados e não aceitam mais desculpas, querem uma solução definitiva para o cruzamento da linha férrea com a avenida Conde Francisco Matarazzo, que interliga os bairros Jardim das Palmeiras II, Sonho Meu e Jardim Vivendas.

A questão foi novamente levantada nos últimos dias, dessa vez por uma postagem do morador Éder Rodrigues Andrade. Ele postou fotos do momento em que os vagões da Rumo Logística, concessionária da malha férrea no estado, bloqueavam o cruzamento e impediam vários moradores de seguirem para seus trabalhos.

“Venho aqui expressar o que nós moradores passamos todos os dias quando o trem, por questões de manutenção, logística, etc, acaba parando e bloqueando a única via de passagem que temos. Hoje pela manhã aconteceu isso, o trem ficou parado, bloqueando as vias (e desvios) de acesso ao bairro, causando um transtorno de carros, motos e pedestres. Pessoas se arriscando e passando por debaixo do trem com suas bicicletas. Com a demora da liberação do transito, trabalhadores que tem seus compromissos, tiveram que fazer o retorno pela rodovia Péricles Belini, que também ficou muito movimentado nesse trecho. Precisamos de um viaduto nessa localidade urgente”, postou o morador.

Como o problema já é de longa data, não demorou para que o post “viralizasse”. Foram dezenas de compartilhamentos, centenas de comentários e reações de indignação com a falta de solução depois de tantos anos de promessa.

“Uma vergonha, quantos anos isso! Cadê os políticos da cidade! Só prometem a hora que ganham, vem o esquecimento”, comentou Maria Aparecida Martins. Fizeram um viaduto perto do bairro São João, onde quase não tem movimento, e para gente que mora desse lado que mais necessita não fazem nada”, completou Karen Lívia. É uma vergonha isso aí, sai eleições e entra eleições e só promessas. A gente fica aí esperando e esse trem para aí a gente tem que voltar e acaba chegando atrasada no trabalho. Já vi muitos prefeitos e vereadores tirando fotos aí e fazendo promessas, não queremos promessas e sim soluções”, concluiu Elaine Cristina.

Viaduto

E pelo que tudo indica o problema está longe de uma solução. A Rumo Logística criou o programa “Conflitos Urbanos” e vai investir cerca de R$ 1,2 bilhões para resolver problemas como esses em todo o estado.
Para Votuporanga já estão programadas quatro obras, mas nenhuma delas contempla essa região. Serão construídos um viaduto ferroviário no cruzamento da avenida República do Líbano com a rua Mário Longo, com instalação de calçada e iluminação; um viaduto rodoviário na Estrada Municipal VTG-040, entre Votuporanga e Sebastianópolis do Sul; e uma passarela de pedestres na região da antiga estação ferroviária, além da vedação da faixa de domínio.

Get real time updates directly on you device, subscribe now.

Comments
Loading...