Take a fresh look at your lifestyle.
criamos-site-scaled
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled
53B2AF77-A8B3-42F4-A5FB-4B17E3049F45

Mãe e filho morrem em engavetamento provocado por fumaça

0 23
criamos-site-scaled
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled
53B2AF77-A8B3-42F4-A5FB-4B17E3049F45

DL News
Um incêndio em um canavial às margens da rodovia Washington Luís, em Araraquara, provocou um engavetamento entre três caminhões e um veículo de passeio na noite desta quarta-feira, 22. O carro, um Ford Ká, era ocupado por um casal e uma criança. A mulher e o filho, de apenas 10 anos, morreram e o motorista foi internado em estado grave. Eles são moradores de Rio Preto.

De acordo com o boletim de ocorrência, a fumaça da palha de cana-de-açúcar invadiu a rodovia e prejudicou a visibilidade dos motoristas no km 257.

Por volta das 22h, uma carreta Scania puxava a fila de veículos quando o motorista reduziu a velocidade no meio da fumaça. Com a manobra, os condutores que seguiam logo atrás não tiveram tempo de frear e foram batendo um atrás do outro. A Scania foi atingida por outra carreta Volvo. Atrás do Volvo estava a família de Rio Preto, em um Ford Ká. O carro foi prensado entre dois caminhões. O Volvo da frente e uma VW 15.180 que estava por último na fila.

A passageira era a arquiteta Roberta de Oliveira Silva, de 33 anos. Na cadeirinha, atrás, estava o filho dela, Arthur Oliveira Semenzim, de 10 anos. Eles morreram no local do acidente. Já o motorista do carro, Vilson Ladeia Semenzim, de 33 anos, foi socorrido por equipe do SAMU e internado em estado grave na Santa Casa de Araraquara.

A família, que mora na Vila Diniz, retornava de Araraquara para Rio Preto. Vilson estava na cidade a trabalho.

Os três condutores dos caminhões foram submetidos a teste do bafômetro, que deu negativo.

Um caminhoneiro que transitava no sentido contrário gravou um vídeo em que é possível ver os veículos destruídos e a baixa visibilidade da pista, causada pela fumaça.

A orientação da Polícia Rodoviária é nunca entrar na cortina de fumaça. O condutor deve aguardar em segurança, no acostamento, até que a pista esteja visível. Depois, deve trafegar em baixa velocidade, com os faróis acessos e pisca alerta acionado.

Comments
Loading...