Take a fresh look at your lifestyle.
criamos-site-scaled
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled
53B2AF77-A8B3-42F4-A5FB-4B17E3049F45

Sargento que traficou cocaína em avião da FAB ainda recebe salário

0 7
criamos-site-scaled
1040x150229351348446959154-1
4DC79665-9164-4178-B0E7-45B1537A23B8
criamos-site-scaled
53B2AF77-A8B3-42F4-A5FB-4B17E3049F45

Detido sob acusação de tráfico internacional de drogas, o sargento Manoel Silva Rodrigues, da Força Aérea Brasileira (FAB), flagrado no ano passado transportando 39 kg de cocaína em avião militar, segue recebendo remuneração da corporação. A informação é do jornal O Globo.

Rodrigues está detido na Espanha, onde foi julgado e condenado a seis anos de prisão. Ainda com registro ativo no Brasil, o condenado tem remuneração média de R$ 7 mil e recebe em dia, inclusive com gratificação natalina de R$ 3 mil, conforme informações da reportagem.

Ao Globo, a FAB afirmou aguardar o processo do militar na Espanha transitar em julgado para excluí-lo do quadro de remuneração da corporação.

No início do ano, o Comando da Aeronáutica, com apoio da Polícia Federal (PF), prendeu quatro pessoas que estariam envolvidas no episódio que resultou na prisão de Rodrigues. O grupo teria ajudado o sargento a traficar a droga – o avião, usado em apoio à Presidência da República, saiu do Brasil e pousou na Espanha. São eles:

– Tenente-coronel Alexandre Augusto Piovesan;
– 2º sargento Márcio Gonçalves de Almeida;
– 2º sargento Jorge Luis da Cruz Silva;
– Wikelaine Nonato Rodrigues (esposa).

Na ocasião, foram apreendidos computadores, celulares e documentos dos militares e da esposa de um dos presos. Um ex-soldado da Aeronáutica, também com prisão decretada e que é cunhado do militar preso na Espanha, não foi encontrado.

Comments
Loading...